quinta-feira, 29 de março de 2012

Contagem regressiva para o maior leilão da pecuária mundial

Megaleilão da Estância Bahia venderá, no mínimo, 12.012 animais em cada um dos três remates que compõem o circuito de vendas. Não há registro de outro evento do gênero no mundo com esse volume de animais em oferta.
Segundo maior fornecedor de alimentos, líder nas exportações de açúcar, café, suco de laranja e um dos principais em carnes de boi e de frango, o Brasil também expressa força no agronegócio com o maior leilão da pecuária mundial. Este é o Megaleilão da Estância Bahia, que neste ano, ocorre em três etapas. A primeira será em 21 de abril, no município de Água Boa/MT, onde promove a 12ª edição. No dia 13 de maio, segue para a edição inédita de Britânia/GO e retorna para Mato Grosso, em Cuiabá, dia 19 de maio. Os três remates serão transmitidos pelo Canal Terra Viva, a partir do meio-dia.
Essa é a primeira vez que o circuito é estendido além Mato Grosso. Goiás foi escolhido por liderar o ranking de confinamento no país, com 45% de todo o gado confinado, cenário condizente com as atividades do Grupo Estância Bahia, promotor do evento, que comercializa nos megaleilões animais de cria, recria e engorda em grande escala e com qualidade.
Segundo o empreendedor Maurício Tonhá, diretor do grupo, o volume ofertado em cada remate é algo surpreendente, por não haver outra ocorrência do gênero com essa quantidade ofertada num único dia e local. Além de que o evento vem registrando recordes sucessivos ano a ano, com volumes muito acima das expectativas.
“Nosso objetivo não é bater recordes. Esse resultado se dá pela demanda mundial por carne bovina, aliada à necessidade constante por animais de reposição nas fazendas brasileiras. Podemos ofertar um volume dez vezes maior que este, que mesmo assim seria um número inexpressivo dentro do contexto de toda a pecuária nacional. Mas, uma de nossas prioridades é fornecer animais de qualidade superior”, aponta Tonhá.
Último recorde mundial – No ano passado, as duas etapas do Megaleilão da Estância Bahia responderam por 63,5 mil bovinos ofertados, 20% a mais que na edição anterior. Em Água Boa, 40,7 mil unidades geraram faturamento de R$ 36 milhões. Em Cuiabá 15.789 machos e 7.095 fêmeas saíram R$ 19.685 milhões.
A demanda é tão grande que, somente no ano passado, um único criador arrematou mais de cinco mil animais. Houve até participação direta da indústria, como a JBS, que comprou uma quantidade expressiva para o confinamento próprio. O evento conta com ofertas diversificadas, reunindo cruzas de várias raças, como Nelore, Brahman, Angus, Brangus e Guzerá. É também uma grande vitrine tecnológica, na qual podem ser conferidos os avanços em genética e nutrição.
O confinamento da empresa em Água Boa já está recebendo os animais para as edições mato-grossenses. Os ajustes na estrutura física já estão na reta final, são esperadas mais de 30 mil cabeças, e o cenário é favorável para outra marca inédita. Nos dias em que permanecem na Estância Bahia, o gado recebe água, silagem e ração produzida pela própria empresa. O gado consume mais de 10 mil toneladas, tarefa que exige o envolvimento de mais de 100 profissionais.
História de sucesso – A primeira edição do Mega Leilão aconteceu em 2001, em comemoração as 10 anos de atividades da Estância Bahia como empresa leiloeira rural. Maurício Tonhá relembra que naquele ano anunciou a realização de um pregão com 10.000 animais, sendo até chamado de “picareta” por um criador. Em resposta, disse: “Se você não acredita, faço questão de pagar um avião para te buscar para que possa assistir ao evento. E digo mais, agora não serão dez mil animais e sim 10.001”.
O desejo em superar a marca resultou em nada menos que 12.861 animais comercializados e, de lá para cá, os números exponenciais não param de crescer. A cada ano um novo recorde surgia e, ao mesmo tempo, aumentava o desejo dos pecuaristas em fazer parte dessa história. Hoje, além de realizar os maiores leilões do planeta, a Estância Bahia detém um sistema de armazenagem de grãos, presta serviços na produção e colheita de silagem, atua no confinamento para terceiros - estrutura que comporta mais de 30 mil animais por giro -, além de organizar eventos comerciais de outros criadores Brasil afora. Possui até um programa de TV, a Central de Negócios, transmitido pelo Canal Terra Viva.
Confirma a evolução do evento, recorde absoluto a cada edição:
Cadastro e Lances: (66) 3468-6600 / (65) 2121-6700www.estanciabahia.com.br
ATENDIMENTO À IMPRENSA
Em Água Boa (MT): Wolney Domingos
Assessor de Comunicação do Grupo Estância Bahia
Telefone: (66) 3468-6600/ (66) 9622-7768
E-mail:
imprensa@estanciabahia.com.br

Em São Paulo: Pec Press - Imprensa Agropecuária
Adilson Rodrigues - Jornalista Responsável (Mtb 52.769)
Robson Rodrigues - Coordenação e Atendimento
Telefones: (11) 3876-8648 / 8642-8773
adilson@pecpress.com.br e robson@pecpress.com.br
Acesse nosso blog:
www.pecpress.blogspot.com
Skipe: robson.pecpress
MSN:
robson.pecpress@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário