quinta-feira, 29 de março de 2012

OVINOCULTURA

Campo Verde levará 100 animais Dorper e White Dorper à Feinco’2012
Presença marcante nas últimas edições da Feinco – Feira Internacional de Caprinos e Ovinos, a Fazenda Campo Verde, de Jarinu (SP), participará com 100 animais, entre pista e leilão, neste ano. Para atender aos elevados padrões da feira, que ocorre de 12 e 16 de março, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo (SP), a propriedade apartou animais já consagrados e também novas linhagens sul-africanas.
Ponto alto nos negócios da Feinco, no dia 14 de março (quarta-feira), às 20 horas, a propriedade realizará a quinta edição do Leilão Dorper Campo Verde, apresentando 40 ovelhas e dois reprodutores de seleção, com um diferencial: “em edições anteriores ofertamos somente borregas, agora a proposta é vender fêmeas um pouco mais provadas, com grande potencial para se tornarem boas doadoras”, explica o engenheiro-agrônomo Carlos Vilhena Vieira, gerente da Campo Verde.
Membro do corpo técnico da Associação Brasileira dos Criadores de Dorper (ABCDorper), o especialista prevê mais um ano de bons negócios, tanto para essas raças quanto para a feira. Explica que as raças Dorper e o White Dorper devem repetir o sucesso do ano passado, com mais de 1.000 animais expostos, representando cerca de 90% de todas as inscrições. “Esse é o ano de consolidação da ovinocultura brasileira. Os preços altos pela carne de cordeiro mantiveram-se estabilizados nos últimos dois anos, sinalizando um cenário de bons investimentos e retorno financeiro”, ressalta.
Verdadeiras máquinas de produzir carne - As raças Dorper e White Dorper foram as que mais cresceram nos últimos anos, graças à capacidade de incorporar precocidade, volume e velocidade de terminação na carcaça em vários sistemas de produção. Animais ½ sangue Dorper ou White Dorper são abatidos, em média, aos 100 e 150 dias entre 35-40 Kg de peso vivo. Grandes projetos se apóiam nessas raças para produzir em maior escala e qualidade, e é constante o fluxo de novos investidores. “E não é por menos. O ciclo de produção é rápido e a remuneração pela arroba é superior a do gado de corte. O Dorper e o White Dorper produzem a carne desejada pelo mercado em volume e, consequentemente, geram melhor remuneração”, ressalta Vilhena.
Sobre a Dorper Campo Verde - A Dorper Campo Verde iniciou as atividades em 2006, com importações contínuas de embriões dos melhores criatórios da África do Sul. Desde o ano passado, é comandada pelo empresário Luiz Roberto Horst Silveira Pinto. Atualmente, o projeto conta com um plantel de 1.500 animais selecionados, resultado da importação de 5.000 embriões, volume capaz de garantir a evolução dessas raças por muitos anos. Esse trabalho é reconhecido pelos criadores, nas exposições, e até mesmo no berço da raça. “Agentes da África do Sul dizem que estamos indo muito bem na seleção e que a propriedade equipara-se aos quatro melhores criatórios daquele país”, explica Vilhena, ressaltando que lá o Dorper é selecionado há mais de oito décadas.
SAIBA MAIS
Dorper Campo Verde
ATENDIMENTO À IMPRENSA
Pec Press - Imprensa Agropecuária
Adilson Rodrigues – Jornalista Responsável (Mtb 52.769)
Robson Rodrigues – Coordenação e Atendimento
Telefones: (11) 3876-8648 / 8642-8773

Nenhum comentário:

Postar um comentário